sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

O Dia Sem Carro no Rio de Janeiro

"A Cidade Maravilhosa", como é conhecido o Rio de Janeiro tem um pouco mais de maravilhosa sobre o Dia Mundial Sem Carro, como o governo municipal e muitos moradores fazem negociações com os carros para o transporte público ser mais sustentável.
Menos carros nas ruas aumentam a mobilidade da cidade, como o tempo de deslocamento diminui em até 40 por cento, de acordo com o governo municipal. Depois de muita preparação pela cidade e através do apoio do ITDP e outras organizações sem fins lucrativos no Rio, tais como a ONG local Transporte Ativo, Car Free Day, tudo foi um sucesso.

Embora os carros não foram proibidos de serem usados diretamente, um plano estratégico proibiu cerca de 510 lugares de estacionamento no centro da cidade (100 dos quais são permanentemente eliminados) efetivamente, assim  reduziu o uso do carro. Na expectativa de aumento da demanda de transporte público, a cidade forneceu mais do que o transporte é regularmente oferecido.
Em Copacabana, o bairro mais famoso do Brasil, a cidade estabeleceu limites de velocidade de 30 quilômetros por hora em um esforço para estimular o ciclismo e melhorar a segurança para os pedestres. Além de reduzir o congestionamento, a qualidade do ar melhorou.
A Cidade relatou uma redução de 15 por cento em partículas, principal culpado de doenças respiratórias, no centro da cidade. A cobertura por parte da mídia foi positiva e extensa, transmitiu a mensagem que o Rio pode melhorar a qualidade de vida, tendo carros fora ruas da cidade. ITDP ajudou a cidade a organizar um evento para a imprensa uma semana antes do Dia Sem Carro, ajudando passar a mensagem ao público, bem como explicar aos jornalistas como os eventos livres do carro podem melhorar a vida na cidade.

Dessa maneira as pessoas economizam o dinheiro e ainda contribuem para a qualidade do ar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário