domingo, 25 de dezembro de 2016

Brasil Lidera Índices Mundiais em Redução de Emissão de Carbono

Brasil lidera índices Mundiais em Redução de Emissões de Carbono por Desmatamento,o sucesso vem como soja e carne bovina a produção aumentou, embora as ameaças ainda permanecem.
O sucesso do Brasil em retardar a destruição da floresta resultou em enormes reduções nas emissões de carbono e mostra como é possível promover com zelo sustentabilidade enquanto tranquilamente a economia aumenta.
Um segundo estudo realizado mostra que para que ressaltar o sucesso e mostras do Brasil que o desmatamento tem, portanto, abrandou em vários outros países tropicais.
Desde 2004, os agricultores e pecuaristas no Brasil economizaram mais de 33.000 milhas quadradas, ou 86.000 quilômetros quadrados de floresta de corte raso, o equivalente aproximado de 14,3 milhões de campos de futebol, segundo uma equipe de cientistas e economistas do relatório dos Estados Unidos e América do Sul. Ao mesmo tempo, a produção de carne e soja da região amazônica do Brasil subiu.

O país reduziu o desmatamento em 70 por cento e manteve 3,2 trilhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera por meio das florestas.
Porque o uso de carbono enquanto crescem e liberam quando são removidos, muitas vezes através da queima. Isso faz com que a maior redução do Brasil em emissões de gases de efeito estufa de qualquer país do mundo; o corte é mais de três vezes maior do que o efeito do uso de todos os carros em os EUA para fora da estrada por um ano.

O Brasil é conhecido como um dos favoritos de liderança para vencer a Copa do Mundo, mas também liderar o mundo na mitigação da mudança climática, o sucesso do Brasil na economia de cerca de 80 por cento inicial serve como um modelo para outros países em todo o mundo e iniciar uma trajetória completamente diferente para áreas florestais nos últimos anos.
Assim como os novos carros, como é o exemplo do Novo HB20, que vem com motor flex, onde é possível abastecer com combustível sustentável.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

O Dia Sem Carro no Rio de Janeiro

"A Cidade Maravilhosa", como é conhecido o Rio de Janeiro tem um pouco mais de maravilhosa sobre o Dia Mundial Sem Carro, como o governo municipal e muitos moradores fazem negociações com os carros para o transporte público ser mais sustentável.
Menos carros nas ruas aumentam a mobilidade da cidade, como o tempo de deslocamento diminui em até 40 por cento, de acordo com o governo municipal. Depois de muita preparação pela cidade e através do apoio do ITDP e outras organizações sem fins lucrativos no Rio, tais como a ONG local Transporte Ativo, Car Free Day, tudo foi um sucesso.

Embora os carros não foram proibidos de serem usados diretamente, um plano estratégico proibiu cerca de 510 lugares de estacionamento no centro da cidade (100 dos quais são permanentemente eliminados) efetivamente, assim  reduziu o uso do carro. Na expectativa de aumento da demanda de transporte público, a cidade forneceu mais do que o transporte é regularmente oferecido.
Em Copacabana, o bairro mais famoso do Brasil, a cidade estabeleceu limites de velocidade de 30 quilômetros por hora em um esforço para estimular o ciclismo e melhorar a segurança para os pedestres. Além de reduzir o congestionamento, a qualidade do ar melhorou.
A Cidade relatou uma redução de 15 por cento em partículas, principal culpado de doenças respiratórias, no centro da cidade. A cobertura por parte da mídia foi positiva e extensa, transmitiu a mensagem que o Rio pode melhorar a qualidade de vida, tendo carros fora ruas da cidade. ITDP ajudou a cidade a organizar um evento para a imprensa uma semana antes do Dia Sem Carro, ajudando passar a mensagem ao público, bem como explicar aos jornalistas como os eventos livres do carro podem melhorar a vida na cidade.

Dessa maneira as pessoas economizam o dinheiro e ainda contribuem para a qualidade do ar.